Recuperação de Contentores IBC 1000L - Processos e Procedimentos

1. Retirada e Recebimento do material –
As embalagens são retiradas no cliente, em seu local de estoque, e, ao serem descarregados em nosso pátio, são devidamente identificadas e submetidas a uma avaliação inicial.

2. Pré-avaliação –
Inicialmente cada contentor é avaliado em suas condições externas de conservação: grade de proteção, palete de sustentação, pés do palete, válvula de descarga, tampa de envase, guarnições, furos ou rachaduras visíveis na garrafa, ferrugem, pintura geral e placa de identificação.

3. Teste de estanqueidade –
Toda garrafa e seus acessórios, válvula de descarga e tampa de envase, são testadas conforme regulamentação específica na Norma ABNT NBR-15054, subitem 5.4.4, que prevê verificação de problemas com vazamentos nas válvulas, furos e capacidade de contenção das garrafas, garantindo o perfeito funcionamento.

4. Relatório –
Após pré-avaliação e teste de estanqueidade, elabora-se relatório que apresenta orçamento para reforma completa e onde estão detalhados os reparos necessários em cada IBC do lote. Com base nesse relatório, o cliente poderá fazer sua avaliação e, de acordo com sua necessidade de uso, aprová-lo na íntegra, em partes ou ainda recusá-lo, se for o caso.

5. Aprovação Orçamento –
Caso seja aprovada a reforma dos contentores, o cliente deve formalizar a autorização para que seja iniciado o processo de recuperação. Apenas após o recebimento formal da autorização é que serão inicializados os serviços de reforma. O prazo para retorno dos contentores reformados é de 07 a 10 dias após a aprovação.

6. Lavagem e descontaminação –
Para obtenção de limpeza do IBC com alto padrão de qualidade, tanto externa quanto internamente, garrafas e acessórios (válvulas e tampas) são desmontados e processados separadamente. Após teste de estanqueidade, garrafas e acessórios seguem para a linha de lavagem a quente, que providas de esteiras rolantes, bicos de alta pressão para jato de água (90ºC) e solução 50% de soda cáustica (90ºC), garantem completa remoção de resíduos, descontaminação e lavagem. Este processo também garante limpeza em ambiente com pH próximo de neutro (7< pH <9), promovendo total higienização em função do produto anteriormente armazenado. Dependendo da substância ancorada à superfície da garrafa, é necessário, antes da descontaminação e lavagem final, o uso de outros decapantes mais enérgicos. Testes de armazenagem realizados com água em repouso dentro dos contentores não indicaram qualquer alteração nos valores do pH, mesmo após terem sidos processados para recuperação.

7. Resíduos do processo –
Os efluentes são tratados em câmara específica com uso de floculante a base de água e reaproveitados em ciclo contínuo.

8. Funilaria estrutural –
Conforme regulamentação do Inmetro, a partir de 01 de Julho de 2009 e até 05 de Novembro de 2009, os IBC em utilização e para transporte de produtos controlados, deverão ter, impreterivelmente, homologação Inmetro ou identificação de conformidade do País de origem “UN” com a devida placa de inspeção periódica. Estas grades suportam carga máxima até 1200 Kg e podem ser empilhadas no máximo em número de 2, quando cheias. As grades com tubos cortados, quebrados e amassados são reparadas com solda, têm seus tubos realinhados e posteriormente repintados com tinta específica a base de alumínio, os paletes trocados ou consertados, tudo de acordo com a aprovação do cliente no relatório de orçamento.

9. Montagem e testes finais –
Em seguida, os contentores são encaminhados para a linha de montagem e inspeção final, alocados na área de estocagem, devidamente identificados quanto aos testes e inspeções aplicadas, ficando liberados para posterior entrega. No caso do contentor precisar de Homologação, após verificação dos testes, o mesmo recebe, em seu chassis, a placa diferenciada para identificação de embalagem certificada como Homologada, com n.º de registro Inmetro, data de homologação e empresa certificadora.

10. Rastreabilidade –
Todo o processo é monitorado sendo que, na entrega, as embalagens recuperadas são acompanhadas de laudo de aprovação e conformidade, além da N.F., garantindo assim a qualidade dos serviços prestados.

Materiais de substituição:
Válvula esférica em polipropileno e guarnições internas/externas em viton, indicadas para o envase de produtos corrosivos e ácidos.

Aplicações:
Não há qualquer contra-indicação para armazenamento de produtos químicos destinados a outros setores. Substâncias com sem odor, geralmente utilizadas nas indústrias farmacêuticas e de cosméticos, estão passíveis de pequena alteração, mas sem qualquer comprometimento das demais características físico-químicas.

Restrições:
É importante observar que contentores recuperados não são embalagens recomendadas para o armazenamento de produtos destinados ao consumo humano ou animal, bem como de produtos da indústria farmacêutica ou de cosméticos.

Considerações:
Algumas empresas segregam amostras de lotes de contentores e adotam testes de armazenagem como padrão de qualidade, independentemente do tipo de embalagem.
Em caso de dúvidas, fornecemos, a título de amostragem, embalagem para submissão de testes de armazenagem e averiguação de possível contaminação posterior.
Ressaltamos que a experiência de mais de 12 anos nesta especialidade nos mostrou que não há risco de contaminação no uso destas embalagens.

(11) 4108-6912

(11) 5049-0799
Especializada na aplicação de Contentores Plásticos IBC para armazenamento, movimentação e transporte de cargas.

Canal rápido do cliente

Depto. Comercial
11 4108 6912 H. Office
11 994 235 215 Mobile
11 994 235 215 WhatsApp

Depto. Técnico
11 5049 0799 H. Office
11 994 777 907 Mobile
11 994 778 979 WhatsApp

Fechar
E-mails para Contato